Notícias

MASTER EM CONFERÊNCIA INTERNACIONAL

01/11/2019

A diretora da Master Marine Fernanda Pierotti participa desde a última quarta-feira, dia 30, nas Ilhas Cayman, da 39ª WISTA INTERNATIONAL AGM & CONFERENCE 2019, uma organização global que conecta mulheres executivas que atuam no setor marítimo.

A WISTA International envolve uma rede com mais de 3.000 profissionais mulheres de mais de 40 países, entre eles o Brasil. Apoia mulheres no nível gerencial, nos setores marítimo, comercial e logístico. Em 2018 obteve status consultivo na Organização Marítima Internacional (OMI | IMO), órgão ligado à ONU.

"Tem sido uma experiência incrível debater o empoderamento de mulheres profissionais que têm contribuído muito com o desenvolvimento de um setor que há muito tempo era limitado à liderança masculina. Já avançamos muito e o presente nos mostra que há ainda muito trabalho para fortalecer o papel das mulheres nesta área", disse Fernanda que, juntamente com Flávia Maia (presidente da NWA WISTA BRAZIL) e Fabiana Martins (copresidente da NWA WISTA BRAZIL), integra a delegação brasileira no evento.

Entre os temas do evento estão questões ligadas aos problemas que afetam o segmento de cruzeiros, cooperações técnicas e um olhar sobre como a diversidade de gênero melhora o desenvolvimento econômico e os valores em todo o mundo.

Os participantes também acompanham análises mais aprofundadas de especialistas sobres problemas no transporte autônomo e segurança cibernética. 

"Estamos tendo a oportunidade de, juntamente com técnicos, examinar as mudanças no ambiente regulatório e comercial que impactarão o futuro para profissionais do setor marítimo em todo o mundo", explicou a diretora da Master Marine.

A força feminina 

A presença das mulheres no setor marítimo vem crescendo ano a ano. A Organização Marítima Internacional (OMI | IMO), tem intensificado ações sobre igualdade de gênero. No último mês de setembro, a IMO celebrou o Dia Marítimo Mundial 2019 com o tema “Empoderando mulheres na comunidade marítima”. A data, que é lembrada tradicionalmente na última semana de setembro desde 1978, destacou a importância da igualdade de gênero – um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. 

De acordo com a IMO, de um universo de cerca 1,2 milhões de marinheiros espalhados pelo mundo, apenas 2% são mulheres, sendo que a grande maioria dessas mulheres (94%) trabalha em navios de cruzeiro. Ainda há muito desequilíbrio de gênero.

Embora os números apresentem grandes desafios, é possível verificar mudanças. No porto de Santos, por exemplo, mulheres vêm ocupando cargos de destaque não só administrativos como também operacionais. E a cadeia logística também mostra que elas assumem funções até então restritas aos homens, principalmente por conta da automatização dos equipamentos.

Este ano, pela primeira vez na história do porto santista, uma mulher foi nomeada diretora de Engenharia da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Jennyfer Tsai, engenheira de 33 anos.

A realidade do Porto do Itaqui (MA) também chama a atenção. Na Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), que administra o porto público, dos 229 cargos ocupados, 82 são exercidos por mulheres, o que representa 36% do total. Nos cargos de gestão, o índice totaliza 48% e está acima tanto da média nacional (37%) quanto da média do setor público (22%).

Vale destacar que a Gerente do setor Jurídico do Porto de Itaqui, Gabriela Heckler, é membro do comitê executivo da Wista Brazil.


fonte: Ascom Master Marine

 

 

Últimas notícias| Listar todas